Fernandes Express


Depois de 5 anos de ausência, Manuel Fernandes é novamente chamado à vestir a camisola de Portugal, um regresso importante e bem vindo. Com 31 anos, o antigo jogador do Benfica tem a oportunidade de apanhar o comboio para o Mundial da Rússia, país no qual actua desde 2014.
Essa chamada à seleção premia o momento que o médio atravessa, o melhor da sua carreira. Com 9 golos em 21 jogos, o centro-campista de origem cabo-verdiana parece ter atingido um patamar nunca alcançado até agora.
Com a confiança em alta numa equipa onde desempenha um papel preponderante, Manuel Fernandes é o maquinista do Lokomotiv Moscovo, líder da liga russa, ansioso por voltar a vencer um campeonato 13 anos depois.
Num posicionamento mais livre, o português traz classe e fluidez à equipa. Sempre teve um remate potente e preciso e essa emancipação em campo permite-lhe explorar as suas qualidades, destilar passes fatais e marcar grandes golos.
Esse perfil de jogador pode ser interessante numa seleção nacional dependente de Cristiano Ronaldo para fazer golos fora da área. Só por uma vez nesta fase de qualificação, outro jogador conseguiu marcar num remate de meia distância (João Moutinho contra as Ilhas Faroé).
Veremos se a locomotiva Manuel Fernandes chega a tempo no caminho para o Mundial.